Displasia do Desenvolvimento do Quadril

A terminologia “Displasia do Desenvolvimento do Quadril – DDQ” descreve o amplo espectro de alterações que atingem o quadril em crescimento, desde a displasia até a luxação da articulação, passando pelos diferentes graus de subluxação da coxofemoral.

A incidência da DDQ é variável, dependendo de vários fatores, inclusive da localização geográfica. Aproximadamente cinco em cada 1.000 recém-nascidos poderá nascer com o quadril luxado e cerca de 10 em 1.000 com o quadril subluxado (instável).

Os fatores de risco para a DDQ incluem: sexo feminino, raça branca, primiparidade, mãe jovem, apresentação pélvica ao nascimento, história familiar, oligohidrâmnio, e recém-nascido com com deformidades nos pés ou na coluna vertebral.

Como exame complementar, a ultrassonografia do quadril pode auxiliar o pediatra, porém o diagnóstico é eminentemente clínico e realizado com as manobras de Ortolani e Barlow.

O pediatra deve estar atento para que o diagnóstico seja o mais breve possível e assim juntamente com o ortopedista pediátrico, determinem o tratamento mais adequado.

Matéria por: Dra. Stephanie Massaro

2018-07-17T15:17:06+00:00

Leave A Comment

Solve : *
26 − 12 =